16 de novembro de 2007

Pra declarar minha saudade!


Parte II - Em expectativa

Os momentos são propostos de criações íngrimes de ambiências. Cria dispositivo de ampliação do que se projeta para um acontecimento adiante. Mistura as sensações da latente liberdade privada do agora para o prazer da indefinição do depois. Então, tudo continua sendo (uma constante) criação subjetiva.

Plasticamente, o tempo é o espaço.

Aumentou um pouco mais o volume para degustar aquela canção em especial. Só pensou na situação (espaço/tempo) quando percebeu que para um clima mais aconchegante era necessário trocar o refrigerante de limão por uma bebida mais encorpada (o caro leitor pensaria em vinho, o personagem não fugiria à regra).

Foto: Rodrigo Fuzar

Um comentário:

.F Marques disse...

maravilhas, escritos vindos d'alma.