21 de julho de 2008

.e então eu te vi



.a pequena parte sua que eu consegui ver não é sorte, mas principio de liberdade. há um sentido mais leve o da vontade de estar, a proximidade da sensualidade e o limite do querer. nem um toque sutil, nem uma lembrança mais concreta, mas um desafio de ser/estar como viver/mover-se. e então eu te vi, enquanto tudo se movia. esquálido os espaços em volta, mas você e você não era sequer uma visão.

.daqui não tenho como te ver por inteiro e te procuro. me falou alguma coisa sobre criar vidas, pequenos enganos de identidade. eu esperava pelo esboçar contente de um amável toque qualquer e assim o tive. e então eu te vi, na sua serenidade peculiar, nos seus movimentos aspirantes, nesse rio vermelho e outros.


.estava ansioso. pensei em um cigarro, em tiradas cômicas, em lugares outros, em partidas de futebol, em artes cênicas. isso por que eu conseguia enxergar seu corpo a dançar continuadamente. e então eu te vi, mais nada. só o conseguia fazer, noite/dia, música/outra, paz/revolução, verde/vermelho, matos/fróes, sozinho/outro. eu queria me lembrar da canção agora e então te dedicaria trechos como este:

"...pois quando eu te vejo, eu desejo teu desejo.

Menino do rio,
calor que provoca arrepio, tome esta canção como um beijo."*

.eu prometi te encontrar de novo. sintuoso testemunho de seu corpo. robusto de desejo, anseio de menino. e estes tão doces lábios, quão desenho, quão sutil. ah! menino seus passos... uma memória de delicada atração, envolvente lugar de desejo. e então eu te vi sem limites. por que das tuas ligeiras velocidades acompanhei teus pés e então ainda quero mais te ver.


para ele.


Ilustração: Vânia Medeiros

*trecho da música
menino do rio de Caetano Veloso.

5 comentários:

Monica disse...

Que bonito é o encontro e o encantamento. Saudade de ter os olhos encantados...

Gentle Rick disse...

adoro meu nome nos creditos finais
hehe

pena q naum peguei o cara certo.

mas o segredo e o não ter por completo a sua imagem despertou essa vontade d procura-lo em todos os lugares.

a fantasia alimenta a alma. quem sabe no proximo baile esteja lah d novo?

niltim disse...

perdão Rick!

Gentle Rick disse...

tah perdoado!

=]

Larissa Santiago disse...

eu quero ver o amor assimm!!
lindo!

saudades